Quando você pensa como criar uma mentoria de sucesso, o que vem à sua cabeça?

“Preciso de mais anos de experiência”, “antes preciso terminar aquela pós-graduação que estou adiando”, “não adianta começar sem ter um certificado de peso no mercado” são algumas das respostas que eu ouço com frequência.

Mas isso não poderia estar mais longe da verdade. Ainda mais em um mundo em que a internet possibilita que você se comunique com qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo.

Hoje, qualquer pessoa pode compartilhar seu conhecimento online e criar uma mentoria de sucesso. Você pode começar pequeno e, pouco a pouco, expandir sua atuação, criando um negócio de alto impacto.

Se você souber reinvestir o dinheiro que ganha na sua mentoria, é possível sim viver do seu conhecimento e começar um programa de mentoria com quase nada de investimento inicial.

Quer saber como? Continue a leitura deste artigo!

O que é sucesso pra você?

o que é sucesso?

Antes de criar uma mentoria de sucesso, você precisa avaliar o que é sucesso para você. Afinal, cada pessoa tem uma ideia diferente do significado dessa palavra.

E quando você não tem nem ideia do que significa ter sucesso para você, fica difícil definir seu objetivo, desenvolver um negócio que gere valor para as pessoas e até mesmo ganhar dinheiro com seu conhecimento.

Quando você não tem ideia do que significa ter uma mentoria de sucesso, é comum cometer o erro de se comparar a outras pessoas que estão no mercado. E isso pode levar você à frustração.

O motivo é simples: sua história de vida não é igual à de ninguém. O valor que você pode agregar à vida das outras pessoas por meio do seu conhecimento também é único.

Então, mesmo que você decida criar uma mentoria no mesmo nicho de mercado que outros mentores atuam, tem um grande potencial para ter sucesso. Para tanto, basta saber qual é seu diferencial.

Os únicos 2 tipos de investimento que existem

tempo e dinheiro

Quando a gente fala de criar uma mentoria de sucesso com quase nada de investimento, também é preciso definir o que é esse “quase nada”.

E aí entra uma coisa interessante: geralmente, as pessoas vinculam investimento a dinheiro. Porém, existe outro tipo de investimento que você pode fazer: o de tempo.

No início, é mais comum e até mais recomendável que você invista mais tempo do que dinheiro na sua mentoria. Isso porque o que você faz com o seu tempo tende a gerar mais impacto do que colocar grandes somas de dinheiro em ferramentas e divulgação.

Pense comigo: logo no início, você ainda não conhece muito bem o seu público nem o que ele precisa de fato. Portanto, fica difícil definir uma estrutura para a sua mentoria, tampouco o conteúdo que você vai abordar, certo?

Então, não faz sentido criar site, blog, perfis em redes sociais e pagar anúncios sem ter o seu negócio formatado.

Nesse sentido, o melhor é aproveitar o tempo disponível para prospectar potenciais clientes e tentar entender o que eles valorizam. Quando você tiver um grupo de interessados, é aí que você começa a desenvolver de fato o seu programa de mentoria, baseado nas dores ou dificuldades que essas pessoas compartilharam com você.

Por outro lado, se você optar por fazer grandes investimentos financeiros, pode ver seu dinheiro desperdiçado prometendo algo que as pessoas não querem ou mesmo prospectando clientes que não têm o perfil que você deseja para a sua mentoria.

As formas de medir o seu progresso como mentor ou mentora

medir o progresso

Existem basicamente duas formas de medir o seu progresso:

  • pelo número de pessoas que você está impactando, ou seja, quantas pessoas estão efetivamente executando aquilo que você está ensinando na sua mentoria e quantos cases de sucesso você já tem;
  • pelo seu faturamento mês a mês.

Mas é importante notar que uma coisa está muito ligada à outra. Quando você faz um bom trabalho e impacta a vida das pessoas de forma significativa, consequentemente seu faturamento aumenta.

Ao reinvestir parte do seu faturamento para criar uma mentoria de sucesso, você ganha a capacidade de impactar mais pessoas. E assim o ciclo se realimenta continuamente.

Eu, particularmente, gosto de medir o progresso pelo impacto que eu causo na vida das pessoas. Porém, não deixo de olhar para o faturamento também, pois ele é reflexo do meu trabalho.

E aqui vale uma reflexão. Mesmo que você tenha poucos mentorados e o seu faturamento não seja astronômico, pode medir o seu progresso pela transformação que gerou na vida deles.

Você pode gerar uma pequena mudança, como a adoção de novos hábitos alimentares, por exemplo, ou grandes mudanças, como incentivar uma pessoa “comum” a se tornar um atleta olímpico. Percebe a diferença do impacto causado?

Nesse sentido, o seu progresso também está muito atrelado ao seu entendimento de sucesso e ao grau de transformação que você deseja inserir na vida dos seus mentorados.

Os fundamentos de uma mentoria de sucesso

5 fundamentos

Criar uma mentoria de sucesso depende de planejamento, objetivos bem traçados e um horizonte a seguir. Ou seja, um passo a passo que te guie até o sucesso. Por isso, listei 5 fundamentos essenciais para chegar lá:

#1 Resolva um problema com maestria

É impossível criar uma mentoria de sucesso sem resolver um problema que seja relevante para as pessoas.

Se você optar por uma solução que muitas pessoas oferecem ou que não é tão importante assim para o seu público, o interesse será quase nulo. Você terá dificuldades em prospectar clientes, em cobrar um preço justo pelo seu trabalho e, claro, em fazer com que as pessoas valorizem o que você faz.

Por outro lado, se você identificar um problema pelo qual um grande número de pessoas passa e que você sabe resolver muito bem e com alto nível de eficácia, aí está o seu nicho de atuação.

Primeiramente, porque você terá poucos concorrentes. Em segundo lugar, as pessoas procurarão por você para resolver tal problema. Em terceiro, você terá mais chances de construir sua autoridade em torno dessa solução.

#2 Crie estruturas replicáveis

Um dos pontos fundamentais de como criar uma mentoria de sucesso é transformar o conhecimento que você vai compartilhar em estruturas replicáveis. Isto é, que possam ser repetidas várias e várias vezes, com a mesma qualidade e resultados.

Isso é necessário, primeiramente, para que você possa atender a um número cada vez maior de mentorados. Pois, quando você tem estruturas replicáveis, é possível escalar o seu negócio.

Num segundo momento, a ideia é que você compartilhe essa estrutura com seus mentorados para que eles apliquem o que aprenderam na prática.

Portanto, a ideia é desenvolver conteúdos, ferramentas, templates e outros formatos que possam ser adaptados ou customizados também por seus clientes, a fim de que eles possam encontrar seu próprio segmento de mercado e atuar de maneira estratégica.

#3 Una teoria e prática

O segredo de uma mentoria de sucesso é unir teoria e prática para que os seus mentorados saibam como executar aquilo que aprenderam. Caso contrário, fica tudo no campo intelectual e, na hora de colocar em prática, surgem as dúvidas.

E, se no momento de executar o que foi aprendido durante a sua mentoria as pessoas sentirem dúvidas ou ficarem inseguras, isso se refletirá na sua reputação.

Portanto, ao desenvolver seu programa de mentoria, considere sempre uma parte teórica, para que os mentorados conheçam os fundamentos daquilo que você está ensinando, e uma parte prática, para que eles possam treinar.

#4 Vença a si mesmo

Existem muitas pessoas que têm o conhecimento, sabem o que querem fazer e como podem gerar valor para os outros, mas que na hora de colocar em prática, se autossabotam.

Aí vem a procrastinação, a fuga da responsabilidade, as crenças limitantes e tantas outras barreiras que as impedem de ter sucesso.

Se você é uma dessas pessoas que têm um sonho, mas nunca conseguem colocá-lo em prática, você precisa vencer a sua mente.

Nosso cérebro sempre tende a ficar na zona de conforto. Quanto menos esforço ele puder fazer, melhor. Mas, como sabemos, esse mecanismo é um dos mais prejudiciais para quem deseja criar uma mentoria de sucesso.

Então vença esse desafio e coloque sua mente para trabalhar!

#5 Faça um marketing tão bom quanto a solução que você entrega

De nada adianta ter a melhor mentoria do mundo se as pessoas não têm conhecimento dela, certo? É por isso que você precisa fazer um marketing tão bom ou até melhor do que a solução que você entrega.

Quanto mais pessoas souberem o que você faz e quais problemas soluciona, mais potenciais clientes chegarão até você. Nesse sentido, crie um planejamento de marketing ou conte com um profissional que te dê suporte nesta área.

Vale lembrar que as redes sociais distribuem organicamente menos de 1% do conteúdo que você compartilha. Ou seja, de cada 100 seguidores que você tem, apenas 1 — ou menos do que isso — vai ter contato com as suas publicações sem nenhum tipo de investimento extra.

Isso significa que, para tornar seu negócio de mentoria um sucesso, não dá para depender somente desse tipo de publicação. O melhor é ter um orçamento para patrocinar alguns conteúdos e fazer anúncios pagos.

Além disso, após ter formatado bem a estrutura da sua mentoria, invista em marketing de conteúdo. Além de ajudar a construir sua autoridade na área, ele é capaz de atrair inúmeras oportunidades de vendas.

A razão pela qual o investimento para começar é muito pequeno

Conhecimento é poder

Diferentemente de um negócio que está vendendo produtos físicos, que precisam ser fabricados e alocados em algum lugar, você está vendendo seu conhecimento.

Então, você não precisa de matéria-prima, de funcionários ou de um espaço físico para começar a criar uma mentoria de sucesso. Tudo o que você precisa é um computador ou celular e acesso à internet.

De início, você também não precisa de soluções caras ou grandes softwares de gestão. Online, você tem acesso a diversas ferramentas — muitas delas gratuitas — que podem dar o suporte que você precisa para criar sua mentoria de sucesso.

Desse modo, para criar a estrutura da sua mentoria, você só vai precisar da sua criatividade e do seu conhecimento. Além do computador ou celular, que é algo que a maioria das pessoas já tem.

Mas e o marketing, não vai consumir um grande orçamento? A não ser que você tenha dinheiro disponível e queira investir pesado em marketing logo de início, é bem possível conquistar seus primeiros clientes organicamente.

Lembra que eu falei que tempo também é um investimento? Você pode usar o seu tempo disponível para criar um bom networking no LinkedIn e prospectar clientes organicamente por lá, por exemplo.

Depois de fechar a sua primeira turma de mentoria, você pode reinvestir o seu lucro no seu negócio, agora sim, fazendo anúncios para alcançar um número maior de pessoas.

Esse é o grande poder de uma mentoria de sucesso. Quem é inteligente reinveste no negócio a fim de deixá-lo cada vez melhor. E isso não se resume ao marketing. Pouco a pouco, você pode ir adquirindo novas ferramentas, fazendo novos treinamentos e fazendo seu negócio crescer de forma sustentável.

Conclusão

Se você chegou até aqui, percebeu que criar uma mentoria de sucesso não é tão difícil quanto parece.

Você começa pequeno, investe mais tempo do que dinheiro, conquista seus primeiros clientes e então vai reinvestindo o seu lucro na expansão do seu negócio.

Foi dessa forma que eu comecei e que muitos dos meus clientes estão começando a trilhar sua carreira de sucesso na mentoria. E se todos nós conseguimos, você também consegue.

Agora que eu já te dei o caminho das pedras para criar uma mentoria de sucesso, dê o próximo passo: saiba qual a melhor estratégia para atrair clientes para o seu programa de mentoria!