Se você tem um negócio próprio, sabe que todo empreendedor quer crescer, vender mais, faturar mais e impactar mais pessoas. Em suma, gerar mais resultados, tanto para si próprio quanto para os seus clientes.

No mundo das startups, esse processo tem um nome: escalabilidade. E é justamente sobre ele que vamos falar neste artigo.

Será que é possível escalar uma mentoria? Como você pode escalar seu negócio de mentoria sem aumentar consideravelmente seus custos? E como gerenciar esse grande negócio de impacto?

Continue a leitura e saiba tudo sobre o assunto!

O que significa “ Escalar uma Mentoria “ afinal de contas?

escalando o seu negócio de mentoria

Por definição, escalar é ganhar escala, ou seja, aumentar o volume de produção e de vendas sem aumentar os investimentos e o custo fixo na mesma proporção.

A escalabilidade de um negócio permite que o crescimento seja rápido e os objetivos definidos alcançados. Então, quando falamos de escalar uma mentoria, isso significa ter muito mais clientes sem que os seus custos fixos aumentem na mesma proporção.

Na prática, isso significa não precisar contratar muita gente, gastar dinheiro com equipe, matéria-prima, funcionários etc. Em resumo, não investir tanto dinheiro em infraestrutura.

Ao escalar uma mentoria, você garante uma maior margem de lucro, já que tem praticamente os mesmos custos para atender 10 ou 100 ou 1000 pessoas.

É claro que os custos aumentarão um pouco, mas eles não seguirão o mesmo aumento que você veria na venda de produtos físicos, por exemplo. Isso porque, ao comercializar produtos físicos, você precisa de matéria-prima, pessoas para a produção, aquisição de máquinas, logística, local de armazenamento, entre outros.

Agora, produtos online são mais fáceis de escalar. Você consegue atender muito mais pessoas sem que você precise gastar muito para produzir algo. Os produtos online, por si só, já têm a vantagem da escala.

Já as mentorias online, são mais fáceis ainda de escalar do que os produtos físicos. Por outro lado, elas são mais difíceis de escalar do que cursos e livros.

Um curso online gravado, por exemplo, pode ser distribuído para milhares de pessoas sem que o seu custo aumente nem um centavo. Afinal, ao concluí-lo, você tem um produto digital acabado, que pode ser acessado quantas vezes quiser. Com um livro digital é a mesma coisa.

A mentoria, por sua vez, exige um acompanhamento constante. Você precisa estar em contato o tempo todo com seus mentorados, dando e recebendo feedback.

Por outro lado, as mentorias são mais desejadas pelas pessoas. Além disso, você pode cobrar mais por elas, já que dedica mais tempo à troca de conhecimento com seus mentorados.

Diante de tudo isso, será que é possível escalar uma mentoria apesar de ser um pouco mais complicado? A seguir vou te mostrar que sim, é possível escalar seu negócio de mentoria. Vamos em frente?

O grande dilema que eu enfrentei no meu negócio

meu dilema

Quando decidi empreender, comecei fazendo tudo errado, sem método, sem mentor, sem entender direito o que eu estava fazendo. E o resultado foi óbvio: eu quebrei. Investi meu tempo e dinheiro em uma solução que as pessoas não desejavam.

No momento em que percebi que as coisas não estavam bem, comecei a me aprofundar em marketing, gestão de negócios e, principalmente, como funcionam as startups. Foi aí que descobri o que era mentoria. Então, comecei a entender o porquê de o meu negócio não estar dando certo.

Essa foi a virada de chave que eu precisava para começar a gerar resultados reais.

A partir daí, eu entendi o poder das mentorias e criei uma mescla entre consultoria e mentoria. Logo percebi que os resultados que eu estava gerando, não só para mim, como também para os meus clientes, eram muito mais significativos.

Durante este processo, também percebi que havia muitas pessoas com muito conhecimento, mas que não sabiam como aproveitá-lo para criar soluções e impactar mais pessoas. Foi quando me dei conta de que poderia ajudar outras pessoas a viverem do seu conhecimento.

Ao mesmo tempo que eu descobri o poder das mentorias, também percebi que todo o processo que eu tinha desenvolvido exigia muito de mim. Ou seja, não era escalável. Eu não conseguia atender muita gente, pois o tempo disponível era limitado.

Contudo, eu tinha o desejo de impactar ainda mais pessoas. Por isso, precisava encontrar uma forma de escalar meu negócio. Só que, como escalar um negócio que precisa de tanta proximidade?

Como podemos tornar escalável algo que exige proximidade

encontro em grupos

Antes de partirmos para as dicas práticas para tornar seu negócio de mentoria escalável, é importante saber que até o terceiro ou quarto grupo de mentorados você terá que fazer várias coisas não escaláveis.

Isso porque você precisa testar seu método, compreender quais são as reais necessidades dos seus mentorados, onde eles precisam de mais ajuda e como você pode lapidar sua metodologia para que ela se torne ainda mais efetiva.

Portanto, não se preocupe se você ainda está nesta fase inicial. É perfeitamente natural que você precise de ajustes até ter um processo funcionando de forma fluida e que permita que você escale sua mentoria.

É durante este processo de adaptação, inclusive, que você começa a identificar padrões. Por exemplo, crenças limitantes, nível de conhecimento dos integrantes do grupo, momentos em que as pessoas travam para executar alguma coisa, dificuldades mais enfrentadas pelo grupo etc.

Também é durante este período que você identifica o que funciona e o que não funciona no seu método.

Quando você tem esses padrões mapeados, já pode começar a transformar as soluções em processos. Uma mentoria tem aulas, conceitos, ferramentas, conteúdos que você traz para resolver problemas e ajudar as pessoas a eliminar obstáculos.

Compreendendo como cada solução contribui para o todo e ajuda seus mentorados a dar o próximo passo, você pode começar a criar seus processos.

A ideia é construir uma jornada para os seus mentorados, de modo que tanto você quanto eles compreendam quais são os passos a serem dados para atingir o objetivo final. E quanto melhor estiver desenhada essa jornada, menor será o seu esforço para escalar a sua mentoria.

O segredo para a escala

O segredo para a escala é construir uma estrutura em células de trabalho. Por exemplo, a cada 20 mentorados você precisa de um navegador, uma pessoa que ajude esse grupo com dúvidas. Nesse sentido, você pode convidar ex-alunos para se tornarem esse staff ou anjos, como você queira chamar.

Além de valorizar essas pessoas que já trilharam o caminho com a sua mentoria, você também abre oportunidades para que elas se desenvolvam ainda mais, agora com uma nova perspectiva sobre todo o processo.

Conforme seu negócio de mentoria for crescendo, você pode trazer novos profissionais para o time, criando novas células. Células de suporte, células de orientação quanto ao uso de ferramentas, e por aí vai.

Gerando boas experiências

Para oferecer uma boa experiência para os seus mentorados, você precisa definir o que uma célula precisa para funcionar. Por exemplo, a cada grupo de 20 mentorados, você vai precisar de um navegador, um suporte e uma ferramenta específica.

Então, você consegue formatar células que sejam lucrativas e que possam ser expandidas indefinidamente, conforme seu negócio for crescendo.

Você também pode testar os limites dessas células, até chegar ao formato ideal. Com isso, quero dizer que você pode testar células com 20 ou 30 alunos, com uma, duas ou três ferramentas, e assim por diante.

Várias mentorias em uma só

Com esse formato, você tem várias mentorias dentro de uma só. Você é o mentor, quem prepara o conteúdo, grava as aulas, compartilha conhecimento em encontros ao vivo e define o ritmo do trabalho.

As células são suportadas por profissionais qualificados que já aprenderam o seu método e trabalham de acordo com ele. Ou seja, você pode ir multiplicando seu negócio assim como o nosso corpo multiplica células diariamente.

Só para dar um exemplo, imagine que você fechou a sua primeira mentoria com 10 alunos. Ao concluí-la, você tem 10 potenciais staffs para a próxima turma. Então, digamos que a segunda turma tenha 50 inscritos. Você já contará com 60 potenciais staffs, e assim sucessivamente.

O poder do grupo

Alcançar resultados sozinho pode parecer um desafio enorme para algumas pessoas. Mas em grupo, isso se torna muito mais fácil.

Por isso, estimule a interação entre os integrantes de cada grupo, assim como entre as células. Fomente a troca de conhecimentos e experiências para que eles se sintam inspirados a seguir em frente vendo o sucesso dos colegas.

Além disso, invista em estratégias de gamificação, ou seja, atividades que motivem as pessoas a competições saudáveis, assim como nos games. A cada etapa vencida, pode haver uma premiação para que os seus mentorados se sintam ainda mais estimulados a completar o programa.

Aplicando essas dicas, seguramente você vai conseguir escalar sua mentoria e impactar um grande número de pessoas em pouco tempo.

Algumas dicas para você conseguir aumentar seu impacto e escala como mentor

dicas pra aumentar seu impacto

Tenha consistência

Muita gente fica pulando de galho em galho, mudando de nicho e criando várias ofertas. Às vezes começa e pára, não faz nada com consistência. Essas pessoas nunca conseguirão escalar um negócio.

Se você não for consistente nas suas ações, não pensar no longo prazo, seus próprios clientes não terão confiança no seu trabalho.

Aqui na BMind, por exemplo, nós criamos artigos todas as semanas, temos a Hora do Mentor também todas as semanas e estamos formando novos mentores há bastante tempo.

Além disso, continuamos acompanhando nossos ex-alunos para saber como eles estão se desenvolvendo. Ou seja, fazemos as coisas de forma consistente, o que é percebido tanto pelos atuais alunos quanto quem apenas acompanha o nosso trabalho.

Então, para aumentar o seu impacto escalar sua mentoria, você precisa ser consistente.

Organize sua estrutura

Desde o primeiro dia, você pode e deve segmentar o seu trabalho para entender o que é marketing, o que é vendas, o que é a entrega da sua mentoria.

Pense como se fossem departamentos, mesmo que seja você a realizar todas essas estratégias e atividades. Desse modo, fica mais fácil organizar a sua estrutura, assim como o tempo dedicado a cada uma dessas tarefas.

Saiba o que é prioridade e o que pode ser terceirizado

No começo, basicamente você faz tudo. Mas com o tempo e a necessidade de escalar a mentoria, haverá a necessidade de ter mais pessoas trabalhando na equipe.

Nesse sentido, você deve identificar o que é estratégico e não pode ser delegado a outras pessoas e o que pode ser terceirizado, para que você se dedique completamente à mentoria em si.

A melhor maneira de identificar o que é prioridade é fazer um mapeamento das atividades e processos que você faz no dia a dia. Em seguida, verifique o que pode ser eliminado da sua rotina ou automatizado com ferramentas, por exemplo.

Em seguida, veja o que não pode ser feito por outra pessoa, a não ser você. Por exemplo: você pode ter uma pessoa responsável por criar o roteiro dos seus vídeos. Mas a única pessoa que pode gravá-los é você, afinal, quem oferece a mentoria?

Seria um contrasenso vender a sua mentoria com outra pessoa transmitindo o conhecimento, certo?

O ideal é que, com o tempo, você deixe de fazer qualquer tarefa operacional, dedicando-se exclusivamente a atender seus mentorados e pensar em melhorias para o seu programa de mentoria.

Tenha uma esteira de produtos

Para escalar, é fundamental que você tenha uma esteira de produtos cujo valor agregado vá aumentando.

Assim, você gasta com marketing para atrair clientes pela primeira vez e, para os produtos de maior valor, já não precisa desse investimento. Afinal, as pessoas já terão conhecimento dos seus serviços e terão um relacionamento com você. Desse modo, fica mais fácil vender outras soluções e obter uma margem de lucro maior.

Na mentoria, você pode começar com um programa em grupo e depois oferecer mentorias mais aprofundadas de maneira individual. O valor percebido pelo cliente é maior, assim como o valor que você pode cobrar por esse atendimento diferenciado.

Mas, para que você tenha sucesso com essa estratégia, é essencial que você entregue uma experiência ótima desde o princípio. Assim, a relação de confiança entre você e seus mentorados será fortalecida a cada novo programa ou solução, estimulando a aquisição de novos produtos no futuro.

Talvez você esteja se perguntando o porquê de criar essa esteira de produtos, se você poderia investir em captação de novos clientes. A resposta é simples: para reduzir custos e escalar a sua mentoria.

Se você ficar sempre dependente do marketing agressivo para atrair novos clientes, seus custos aumentarão significativamente. Até porque a tendência é que com o tempo entrem novos concorrentes para disputar espaço de mercado com você.

Diante disso, os custos de publicidade tendem a ser cada vez maiores, impedindo que você escale sua mentoria por falta de recursos financeiros.

Pense de forma processual

A escalabilidade do seu programa de mentoria depende de uma mentalidade processual. Isso porque são os processos padronizados que permitem entregar a sua solução sempre com a mesma qualidade e utilizando o seu método.

Quando não há processos, fica difícil manter o padrão de qualidade. Etapas podem ser puladas ou tratadas de maneira superficial, impactando os resultados dos seus alunos. Consequentemente, a sua imagem e reputação no mercado ficam arranhadas.

Além disso, ter processos padronizados permite que você multiplique o seu negócio criando novas células de trabalho que funcionem exatamente da mesma maneira. Ou seja, pouco a pouco, os processos param de depender de você porque já estão institucionalizados e completamente dominados pela sua equipe.

Conclusão

Essas eram as dicas que eu tinha hoje para te dar para escalar a sua mentoria sem perder a qualidade.

É claro que este processo é voltado para quem já possui clientes de mentoria satisfeitos e está buscando escalabilidade para o seu negócio.

Mas, se você está começando, ter esse conhecimento desde o princípio vai te ajudar a estruturar a sua mentoria de forma mais eficiente, facilitando a construção de um método eficaz e escalável de mentoria.E se você quiser se aprofundar ainda mais no universo das mentorias, não perca a Hora do Mentor. Todas as quartas-feiras, às 19h, eu entro ao vivo para te dar dicas de como ter sucesso neste mercado!