A mentoria é uma das formas de atuação na área de desenvolvimento pessoal e possibilita ajudar outras pessoas a adquirirem novas habilidades.

Muitos entram nessa profissão achando que é fácil, que basta dizer que entende de algo para ser considerado um mentor. O resultado é que elas acabam sendo vistas como impostoras, porque, para ser um mentor, é preciso ter realmente um conhecimento prévio e uma vasta experiência em alguma área ou função específica.

É normal fazer confusão entre as atividades de consultoria, coaching e mentoria. Por isso, neste artigo, vamos explorar mais a fundo esses conceitos e você vai entender como ganhar dinheiro como mentor.

Informe-se para não correr o risco de acabar com sua reputação nesse mercado!

Entenda o que é Mentoria, e as diferenças para Coaching e Consultoria

Para ganhar dinheiro como mentor, é preciso entender o que é mentoria e saber diferenciá-la do coaching e da consultoria, atividades análogas, e que, muitas vezes, se misturam.

A mentoria está muito mais próxima da questão educacional, sendo uma atividade que envolve desenvolvimento pessoal.

O mentor detém a experiência e conhecimento que o seu mentorado quer adquirir. Assim, seu objetivo maior é educar, orientar e aconselhar, fazendo com que a pessoa aprenda e chegue mais rápido ao seu objetivo.

Na mentoria, a transmissão de conhecimento é muito mais intensa do que no coaching. Vamos ver como diferenciar as três formas de atuação utilizando como exemplo uma criança que queira aprender a jogar tênis.

Ela precisa aprender os movimentos, como segurar uma raquete, bater na bola etc., e tudo isso requer uma orientação muito próxima. Neste caso, você pode ser o coach dela, mas é muito mais importante que seja um mentor na maior parte do tempo.

Para um novato, a consultoria só se aplica quando você for dar um conselho sobre algum movimento ou algo sobre o jogo, pois ele precisa obter o desenvolvimento pessoal primeiro, que é o aprendizado básico do esporte. E a pessoa certa para transmitir os conceitos e as práticas necessárias é o mentor.

Veja a história de Serena Williams, a maior tenista feminina de todos os tempos. Fica muito difícil alguém ser mentor dela. No entanto, para chegar onde ela chegou, ela precisou de um coach, ou seja, um profissional que conseguisse extrair o seu melhor nas competições.

Claro que todos nós temos algo a aprender, porém, essa profissional já atingiu o nível máximo na sua área, então ela não precisa mais de um mentor.

Cabe mencionar que o coach de Serena Williams é seu pai — que não foi o melhor tenista da sua geração. No entanto, isso não impediu que ele a treinasse.

Isso nos ensina que a prática da mentoria e do coaching não tem muito a ver com a idade, e sim com a experiência e resultados que os profissionais conseguem atingir.

Deu para entender como funciona? Uma criança precisa de um mentor, já um profissional experiente precisa de um coach. E quem precisa de consultoria?

Qualquer pessoa pode se beneficiar do trabalho de um consultor, tanto o experiente quanto o inexperiente, porque esse profissional tem a função de solucionar um problema específico que não tenha a expertise para resolver.

Por exemplo, se um empresário está com os custos de produção muito acima do esperado, ele deve contratar um consultor especializado em gestão de produção, que vai dizer a ele o que fazer para diminuir os custos.

É possível ser mentor, consultor ou coach, dependendo da necessidade do seu cliente. Por isso é tão importante saber reconhecer essas situações e ter jogo de cintura para adaptar-se conforme o necessário.

Por que Mentoria tem grande valor

Para responder a esta questão, vamos imaginar que você acabou de assumir um novo cargo numa empresa e possa ter a ajuda de um profissional que atuou durante 20 anos nesta função.

Você iria gostar de contar com a ajuda dele? Com certeza! Ter o apoio de pessoas mais experientes tem muito valor para quem quer adquirir experiência, ganhar velocidade e evitar erros.

Mas como ganhar dinheiro como mentor efetivamente? A mentoria é muito utilizada dentro das empresas com o objetivo de fornecer apoio a quem é novato ou inexperiente, sendo realizada dentro da própria equipe de trabalho, mas você também pode oferecer isso como serviço.

Tendo experiência e bom desempenho em determinada área, muito provavelmente, você pode transformar esse seu conhecimento em um “produto” e vendê-lo no formato de mentoria.

Com certeza, há quem queira alcançar os mesmos resultados que você já alcançou, ou mesmo evitar cometer erros que você já cometeu. É por isso que a mentoria tem um valor muito grande no mercado, desde que você saiba demonstrá-lo.

Não seja um impostor, entenda se você pode realmente ser um mentor

Oferecer mentoria em áreas ou funções nas quais não tiveram resultados é um erro que os profissionais cometem com frequência. E, também, um prato cheio para manchar sua reputação, acabando com as suas chances de ser bem-sucedido como mentor.

Afinal, não é porque você trabalhou e teve experiência em uma área durante muito tempo que você está automaticamente capacitado a ajudar alguém.

Muitas pessoas são capazes de desempenhar uma atividade durante anos, mas não conseguem se destacar ou obter resultados concretos.

Obviamente, o tempo de experiência é importante, porém, o fator principal para ganhar dinheiro como mentor é poder apresentar resultados reais e alinhados à sua proposta de trabalho, ou seja, ao que você está prometendo em sua mentoria.

É preciso entender que a mentoria envolve transmissão de experiências práticas que geram resultados. Portanto, se você tentou e não alcançou o resultado esperado ou pretende prestar um serviço de mentoria em uma atividade que não é a sua expertise, dificilmente vai conseguir sustentar essa promessa por muito tempo.

Ao contrário do coach e da consultoria, que são atividades onde é possível prestar serviços sem passar pela experiência ou adquirir resultados.

Digamos que você tenha um negócio na área de TI. Você pode contratar um consultor para ajudá-lo com gestão de pessoas, mas esse consultor não precisa ser especializado no seu nicho de mercado.

Lógico que, se ele tiver esse conhecimento específico, será um diferencial, no entanto, ele pode ser um excelente consultor em questões específicas de RH mesmo sem ter trabalhado em uma empresa de TI.

O mesmo pensamento pode ser aplicado ao coaching. Não há necessidade de ter a mesma experiência dos seus clientes para auxiliá-los a desenvolver habilidades e atingir seus objetivos.

Como ganhar dinheiro de verdade como mentor

Vamos ao que interessa: como ganhar dinheiro como mentor? Há três pontos aos quais é preciso ficar bem atento.

1. Enxergar a mentoria como negócio

Muita gente que possui a experiência necessária, resultados e é visto como autoridade na sua área. Mas, seja por falta de interesse, seja por falta de conhecimento, não sabem que é possível transformar isso num negócio lucrativo.

2. Não desviar da sua especialidade

Como mencionamos nos tópicos anteriores, isso pode te trazer vários problemas e acabar com as suas chances de ter sucesso na área de desenvolvimento pessoal.

3. Entender um pouco de marketing, comunicação e técnicas persuasivas

Tal conhecimento é necessário para criar ofertas poderosas, que despertem o desejo de conhecer e contratar os seus serviços. Com a experiência, a comprovação dos resultados e a criação de uma oferta atrativa, você já tem quase tudo o que é necessário para começar a ganhar dinheiro como mentor!

Mas antes de dar início ao seu projeto, é preciso entender quais são as formas de entregar uma mentoria, que é o assunto do próximo item.

Formas de entregar a mentoria

Você pode ter uma especialidade e uma grande experiência na sua área de atuação, mas se não souber como entregar esse conhecimento ao seu mentorado, não vai adiantar nada.

Aprenda a entregar seu conteúdo de maneira adequada e escalar o seu negócio. Só assim, você estará preparado para ganhar dinheiro como mentor!

Individualmente e presencialmente

Talvez seja a forma mais fácil de começar, uma vez que as pessoas tendem a valorizar o acompanhamento mais próximo.

Um advogado que tenha um grande jurista para ser o seu mentor, com certeza, iria preferir ser acompanhado individualmente e de forma presencial por essa pessoa, alguém que estivesse lado a lado para ajudá-lo a desenvolver-se como profissional.

É importante lembrar que a essência do trabalho de mentoria é resolver um problema, por isso, oferecer um atendimento presencial e personalizado, acompanhando de perto a evolução do seu mentorado aumenta as chances de alcançar resultados melhores.

Além disso, o acompanhamento próximo é um diferencial que pode impulsionar suas vendas.

Em grupo

O grande problema de oferecer um acompanhamento individualizado é não ganhar escala, ou seja, não poder vender seu serviço para muitas pessoas ao mesmo tempo.

O segredo para escalar seu negócio é poder vender seus serviços sem estar tão próximo dos clientes.

A palestra é uma espécie de mentoria que permite ganho de escala, reunindo dezenas de pessoas para transmitir um conhecimento. Por outro lado, esse formato não permite a troca, o que torna a distância entre mentor e mentorado maior.

Nesse caso, para que um potencial cliente tenha o desejo de pagar pelo seu curso ou palestra, será necessário que você já tenha bastante autoridade em seu segmento.

Você deve estar pensando que, para ser uma autoridade é preciso ter muito tempo de “estrada”, mas nem sempre é assim.

A posição de autoridade tem muito mais a ver com a imagem que os mentorados têm sobre o mentor, ou seja, o quanto eles acreditam que o seu método é eficaz.

Online

As barreiras entre o online e o presencial estão caindo de tal forma que, daqui alguns anos, talvez nem haja distinção entre um e outro. Porém, apesar do avanço da tecnologia, o formato online ainda dificulta um pouco a venda, pelo simples fato de não haver o acompanhamento próximo, o que exige um esforço maior do mentorado.

Mas, sem dúvida, a internet, é o meio mais prático de produzir e prestar serviços de mentoria em formatos variados, como aulas, palestras, workshops e infoprodutos.

Portanto, quanto mais você conquistar autoridade, mais conseguirá alcançar o seu público-alvo e diversificar as formas de vender seu conteúdo.

Conclusão

Como ganhar dinheiro como mentor? Pode ser fácil, se você tiver uma experiência e souber transmiti-la a outras pessoas.

A mentoria é uma das formas de atuação que mais atraem os profissionais da área de desenvolvimento pessoal, e não é por acaso.

Ser um mentor é estar disposto a ensinar e ser uma espécie de “guia” para os profissionais que desejam se destacar em determinada função ou área, e que vão enxergá-lo como um modelo a ser seguido.

Sua missão, portanto, é transformar vidas por meio do seu conhecimento, o que exige muita empenho, mas pode proporcionar recompensas incríveis. Afinal, pode existir uma missão mais nobre do que essa?

E se você está pensando que não tem nada a ensinar, saiba que todos nós temos experiências e aprendizados que podem ter muito valor para alguém. Então, que tal começar a transmitir o seu conhecimento e ganhar dinheiro como mentor?

Entenda o que é e como fazer mentoria online e comece seu negócio de desenvolvimento pessoal hoje mesmo!