Como era penoso...

Eu me lembro o quanto eu precisava me esforçar.

Me esforçar pra acordar, pra ir trabalhar, pra ir pra faculdade, e pra voltar pra realidade depois do fim de semana.

As férias eram pra mim quase como uma carta de alforria.

Tudo era difícil, tudo era trabalhoso, tudo exigia esforço.

Meu primeiro emprego foi como concursado e a minha faculdade era pública.

Então eu tinha o combo dos sonhos de muita gente: eu tinha salário "bom", estabilidade, décimo terceiro e décimo quarto salários e não pagava pra estudar numa das melhores universidades do país.

Eu me sentia muito mal por reclamar mentalmente da minha rotina.

Só vinha à minha mente as vozes das pessoas falando que eu era um privilegiado e deveria agradecer todos os dias por estar na posição em que estava.

Só tinha um problema: eu não me encaixava ali...

Eu olhava para os diretores da empresa, homens ricos e bem de vida, mas não conseguia me ver como alguém feliz caso seguisse os seus passos.

Foi esse tipo de reflexão que me permitiu hoje ter a vida que eu escolhi ter.

Só que não foi fácil me libertar das amarras e do medo de estar jogando fora uma grande oportunidade de carreira.

Hoje eu tenho convicção de que tomei a melhor decisão.

Mas essa convicção só vem mesmo quando você ganha dinheiro de verdade e o medo deixa de fazer parte da sua rotina.

E olha que ironia: muito dinheiro não vem para aqueles que o perseguem, muito dinheiro vem pra quem gera muito valor. E gerar muito valor só é possível se você não tiver que fazer muito esforço.

Os Caminhos Para Ganhar Muito Dinheiro Sem Fazer Esforço

Atividade sem Esforço

Existe o caminho místico e de fantasia. É aquele em que a pessoa sonha, pensa, e faz simpatias e rituais pra atrair dinheiro. Nada contra, mas não é minha praia.

Existe o caminho dos esquemas de ganhar dinheiro. Pirâmides, bolhas e jogos. Esse é muito complicado, pois apesar de algumas pessoas ganharem dinheiro dessa forma, uma grande maioria acaba sendo prejudicada. Vai contra meus valores e eu não seria feliz caso seguisse por esse caminho.

Então como ter algo mais racional e garantido para ganhar muito dinheiro sem fazer esforço?

Primeiro precisamos definir aqui o conceito.

O Que É Esforço?

substantivo masculino

  1. Intensificação das forças físicas, intelectuais ou morais para a realização de algum projeto ou tarefa. "Fez um grande esforço para arrombar a porta"
  2. Aquilo que se faz com dificuldade e empenho; trabalho, empreendimento, obra. "Fizeram magníficos esforços para recuperar as áreas desmatadas"

Perceba que na definição do dicionário a palavra esforço está atrelada à dificuldade.

Se as coisas não estão fluindo naturalmente, automaticamente você está fazendo esforço.

E aqui está o grande segredo.

Precisamos nos colocar em situações aonde podemos nos dedicar ao que fazemos sem que isso represente esforço.

Dedicação É Muito Diferente de Esforço.

Realizar um sonho, concretizar um projeto, montar uma empresa, educar uma criança, ficar de bem com o próprio corpo dependem de dedicação.

Dedicação envolve olhar com amor para aquilo que se está fazendo, envolve cuidar, cultivar, dar tempo para que as coisas aconteçam…

Quando eu estudava engenharia e trabalhava numa estatal eu fazia muito esforço.

Porque eu estava tentando me encaixar em algo que não tinha nada a ver comigo!

Hoje eu me dedico ao meu negócio e trabalho quase o dobro do que eu trabalhava na época. Mas eu me sinto com muito mais energia!

Essa energia me gera retorno, inclusive financeiro, principalmente porque eu consigo fazer com mais consistência e atenção aquilo que tem que ser feito.

Então deixa eu te fazer uma pergunta:

Hoje Você Ganha Muito Dinheiro?

Provavelmente você ganha muito menos dinheiro do que poderia e vive abaixo do seu potencial. E a razão para isso é que o mundo mudou muito!

A economia mundial e a tecnologia fizeram com que o caminho tradicional de ir pra escola, depois faculdade, arrumar emprego e ter aposentadoria integral deixasse de ser garantido.

Até a década de 90 as pessoas se formavam na faculdade e tinham um diferencial pelo simples fato de ter "estudo".

Pra seguir esse caminho tradicional hoje você vai precisar se esforçar muito.

Não há benefício palpável, e o fato da oferta de mão-de-obra qualificada ser grande, faz com que as empresas achatem os salários.

Então é como se não valesse a pena se esforçar tanto para ganhar um salário tão baixo. Porque além de exigir investimento alto de tempo e dinheiro, esse estudo não dá o retorno garantido de prosperidade que dava há anos.

As empresas precisaram se reinventar para sobreviver nesse novo mundo. Hoje um funcionário produz o equivalente a 5 ou 10 funcionários de antigamente.

Se você não aceitar essas condições, outra pessoa que está desempregada vai aceitar.

Se você quer ter alguma chance de prosperar nesse novo cenário você também vai precisar se reinventar!

Como se Reinventar para Prosperar nesse Novo Cenário Mundial

Reinventar

A primeira coisa é ter clareza sobre o que você quer pra sua vida.

Eu não tinha essa clareza, por isso eu fiz muito esforço para terminar a faculdade e para tolerar os empregos por onde passei.

As possibilidades são:

  1. Seguir uma carreira tradicional, ter uma profissão e se tornar bem sucedido nela ainda é possível. Mas você precisa ter essa clareza de que é isso mesmo que você deseja.
  2. Talvez você queira ser um profissional independente, freelancer, que se especializa em alguma área e trabalha com certa liberdade de tempo e geográfica, pegando trabalhos de acordo com demanda. Sem ter patrão e horário fixo.
  3. Talvez você queira ser funcionário público e contribuir pra sociedade dessa forma.
  4. Ou talvez você queira, como eu, ser um empreendedor e ter seu próprio negócio. Com possibilidade de crescimento e escala.

Eu acredito que a grande maioria das pessoas que me acompanha escolha a opção 4, pois desejam ser mentores e empreender através de seu conhecimento e história de vida.

Não importa qual seja a sua escolha, mas o que importa é que você tenha essa clareza para que você não tenha que fazer esforço para ganhar dinheiro.

Se você tenta ir por caminhos conflitantes você acaba gastando toda sua energia e seu tempo e tendo pouco resultado.

Se você sonha em empreender, mas fica preso a um emprego, isso te desgasta e você não faz bem nenhuma das duas coisas.

Se você estuda pra concurso público enquanto toca um negócio, isso também vai acabar drenando todo seu tempo e sua energia e você tende a não ter bons resultados em nenhuma das áreas.

Tendo a clareza do que quer para sua própria vida, a hora é de concentrar suas energias para fazer o que você quer, melhor que todo mundo.

Então vamos focar 100% nisso!

Os Segredos Para Ganhar Muito Dinheiro Sem Fazer Esforço

Criança se olhando no espelho

Quando você começa a focar naquilo que quer e executar, você vai eventualmente perceber um efeito cumulativo nos seus resultados.

Esse efeito vai refletir em todas as áreas da sua vida, inclusive a financeira.

Quero falar com você sobre pensamento a longo prazo, as consequências de segunda ordem e as decisões baseadas no tempo.

Basicamente, eu quero ter uma conversa com você sobre tempo, porque tempo é dinheiro.

Tempo é a variável mais importante e que tem o efeito mais profundo no seu negócio.

E por incrível que pareça é a variável mais negligenciada.

Por isso a maioria das empresas não consegue prosperar e é por isso também que a maioria das pessoas que você conhece não tem tempo e nem dinheiro (ou pelo menos não têm da forma que gostariam ter), independentemente do nível de escolaridade e horas dedicadas aos estudos.

A causa número 1 de fracasso nos negócios é a falta de entendimento sobre a variável tempo, e praticamente tudo que tem a ver com a vida e os negócios tem a ver com o tempo.

Os seres humanos têm naturalmente muita dificuldade em lidar, gerenciar e tomar quaisquer decisões que envolvem a variável tempo.

Vou mostrar aqui como você pode usar o tempo como seu amigo para ajudá-lo a fazer dinheiro, vencer a competição e ter um negócio que dure por muitos anos sendo lucrativo sem esforço.

Segredo #1

Por que os humanos não entendem bem o conceito de tempo e como lidar com decisões que incluem a variável tempo?

O maior erro que eu vejo mentores e empreendedores cometerem é ter o pensamento a curto prazo. E isso significa basicamente ter um "hoje" melhor ao custo de um "amanhã" pior.

Decisões de Curto Prazo (HOJE)

Vamos olhar para endividamento. Basicamente ter endividamento significa a escolha de ter um hoje melhor, ao custo de um amanhã pior.

Então é por isso que nós vemos pessoas:

  • Comprando carros que custam mais do que elas ganham no ano;
  • Comprando roupas e acessórios que elas não têm dinheiro para pagar à vista;
  • Comprando celulares que custam mais do que seus salários, e
  • Comprando casas financiadas em 30 anos.

Na maioria das vezes essas compras e esse estilo de vida não valem a pena, mas o que vemos é a pessoa escondendo a sujeira debaixo do tapete e fingindo que isso não é um problema.

Com fastfood isso funciona da mesma maneira, nós tendemos a priorizar o sabor e a praticidade do agora, às custas de nossa energia e saúde do futuro.

Com exercícios também acontece a mesma coisa, nós evitamos o suor e o esforço do agora, mesmo sabendo que isso nos custará uma vida mais curta ou até algumas doenças e dores no futuro.

Então não importa para onde você olhe, sempre verá essa relação entre tempo, decisões e benefícios.

Em geral o que é bom pra você a longo prazo não vai ser tão prazeroso agora, e o que é prazeroso agora, a longo prazo te prejudica.

O que as pessoas custam a entender e aceitar é que você se torna a soma das decisões que toma ao longo do tempo. E nós tomamos centenas, às vezes milhares de decisões ao longo de um dia.

E sempre que você toma essas decisões, sempre tem a opção entre curto ou longo prazo, certo?

E o que vejo cada vez mais são as pessoas seguirem o caminho do curto prazo:

  • Assistir séries;
  • Jogar num caça-níqueis;
  • Postar fotos e rolar o feed do Instagram;
  • Ingerir bebidas alcoólicas, fumar...

São ações que liberam dopamina e uma sensação de prazer imediato, então você entra num loop de gratificação instantânea que é muito viciante.

Depois que você se apega a isso de sempre ter este tipo de gratificação, precisa encontrar a mesma coisa em todas as áreas da vida.

E assim, você vai querer fastfood; você vai desejar resultados instantâneos nos negócios; vai querer emagrecer sem dieta balanceada e exercícios.

O que basicamente não existe.

Você desejará ter tudo instantaneamente e se tornará uma pessoa impaciente, o que acabará levando a sofrimento, em todos os aspectos da vida, por não conseguir alcançar os resultados que gostaria.

Decisões de Longo Prazo (AMANHÃ)

No entanto, o inverso disso é a gratificação a longo prazo. E então:

  • Se formos para a academia agora, é meio amargo, temos que suar e trabalhar duro, mas no futuro é ótimo;
  • Se comermos saudável agora, não é tão gostoso a princípio, mas no futuro é ótimo;
  • Se lemos livros agora, em vez de assistir séries, não é tão incrível no momento, mas no futuro é ótimo;
  • Se economizarmos dinheiro, não é tão legal agora, mas no futuro é ótimo.

Você entendeu meu ponto aqui.

Coisas que são prazerosas imediatamente, tome cuidado com elas.

Mas coisas que parecem mais difíceis e sofridas agora, normalmente serão boas para você mais tarde, e essas são as coisas que você deve fazer.

Quanto mais você fizer, melhor !!!

Você precisará treinar a si mesmo para tomar decisões de longo prazo. Você precisará sempre pensar se quer subir ladeiras ou andar de escada rolante pela vida.

Quando você decide subir ladeiras você verá que ao longo do tempo se tornará mais forte, saudável, confiante e feliz. Seus resultados vão falar por si, e você vai esmagar a competição. Sem esforço!

Se você vai sempre pela escada rolante você vai aos poucos se tornando lento e preguiçoso e será difícil lidar com os fracassos que vão começar a aparecer. Isso vai te fazer infeliz.

Isso é basicamente pensamento de longo prazo, e se você fizer isso, mudará sua vida completamente.

É uma coisa muito simples de fazer, seu retorno é imenso, e ajudará você em todos os aspectos e formas. Não há argumento contra isso, então essa é uma boa dica.

Vá contra o desejo de recompensa instantânea e observe os resultados que vai obter, você vai agradecer a si mesmo por tomar boas decisões.

Segredo #2

O Fascinante “Experimento do Marshmallow", que Psicólogos Fizeram com Crianças.

Agora vamos falar sobre algumas coisas mais avançadas relacionadas ao tempo, especialmente ao contexto da estratégia e à tomada de decisões em seus negócios.

Então, uma coisa que vejo com mentores, empreendedores e coaches é que eles vão muito mal nessa parte de entender o longo prazo.

Para ilustrar melhor essa questão vou falar de um experimento psicológico bem documentado que chamaram de Experimento do Marshmallow:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Experimento_do_marshmallow

Basicamente, o que eles fizeram foi reunir um grupo de crianças pequenas, com 4 ou 5 anos, e apresentaram a elas 2 opções:

  • A 1ª opção era ter um marshmallow que poderia ser comido na hora e
  • A 2ª opção era conseguir 2 marshmallows se você esperasse por um tempo.

E o que aconteceu foi que a maioria delas, acabou por escolher o marshmallow para comer na hora. E um grupo pequeno e raro de crianças, escolheu esperar pra poder comer 2 marshmallows.

2 coisas puderam ser observadas: a 1ª é que a maioria das pessoas escolhe a gratificação instantânea, o que não é surpresa. A 2ª coisa, que é realmente fascinante, é que eles mediram ao longo dos anos como essas crianças desempenharam na escola, na saúde, na carreira, na felicidade e descobriram que o pequeno grupo que escolheu esperar para comer 2 marshmallows se saiu amplamente melhor em todas essas áreas da vida.

Então isso se aplica para tudo na vida:

  • Quer uma saúde melhor? Tome decisões de longo prazo.
  • Quer relacionamentos melhores? Tome decisões de longo prazo.
  • Quer ter mais dinheiro? Tome decisões de longo prazo.
  • Quer ser mais feliz na vida? Tome decisões de longo prazo.

Sacrifique a recompensa instantânea para ter mais sucesso em geral na sua vida.

Segredo #3

Consequências de 2ª Ordem - Porque Toda Ação Tem Uma Consequência e Cada Consequência Tem Outra Consequência Gerando Uma Cadeia Infinita (quando você entender isso, ficará mais rico e inteligente).

Quando tomamos uma decisão as coisas mudam certo? Mas essas ações causam reações, e cada reação gera outra ação e assim por diante. Num loop infinito.

Então toda decisão que fazemos e cada ação que tomamos têm reações que geram consequências de segunda ordem, que por sua vez geram consequências de terceira ordem, de quarta ordem, de quinta ordem e assim por diante.

99% das pessoas não sabem disso e olham apenas para as consequências de primeira ordem, porque é o que é mais fácil de ver. Vou dar alguns exemplos:

Exemplo 1 - Comprar uma TV de 42"

Digamos que eu queira comprar uma TV de 42" e não tenho dinheiro pra isso. Então eu vou lá e parcelo em 24x na loja e penso: vamos nessa eu consigo pagar essa parcela.

Então agora tenho uma TV de 42" na minha casa e uma dívida, que eu vou ter que pagar e vai me apertar financeiramente por 2 anos. Mas esse não é o maior problema, porque agora pra poder justificar essa compra eu preciso assistir TV. Então além da dívida eu vou potencialmente desperdiçar mais tempo do que normalmente desperdiçaria.

Além disso, eu estou treinando meu cérebro pra ser preguiçoso. Então sempre que encarar um desafio eu tenho uma tendência maior de pegar o caminho mais fácil.

Então veja que uma decisão que não parecia tão ruim assim, afinal de contas eu estou pagando uma parcela pequena mensal pela TV, gera consequências de segunda, terceira, quarta ordem e assim por diante.

A maioria das pessoas não pensa nem na consequência de segunda ordem que
seria: se eu comprar essa TV grande eu vou passar mais tempo assistindo e isso vai consumir meu tempo.

Elas nem sonham que essa decisão as leva a desenvolver um padrão de comportamento mais preguiçoso como terceira ordem...

Então veja, esse é um pequeno exemplo de como decisões que parecem simples e triviais nos levam a ficar mais longe daquilo que queremos alcançar na vida.

Exemplo 2 - Mouse Quebrado

Outro exemplo que eu posso dar é de uma cliente que eu tive que tinha um mouse quebrado, e o mouse dela não rolava a tela. Eu reparei que ela tinha dificuldades pra rolar a tela e ler o que precisava ler...

Eu falei que só continuaríamos a mentoria se na próxima sessão ela estivesse com um mouse novo. Eu falei isso com a intenção de causar um choque mesmo para poder passar esse ensinamento.

Provavelmente ela passou meses tendo dificuldades de trabalhar e de ler por estar com um equipamento quebrado, e muitas vezes nós não avaliamos a importância de pequenas coisas em nosso dia a dia.

Um mouse simples não custa mais do que 40 reais, mas trabalhar por meses com um mouse quebrado sem dúvida nenhuma custa muito a longo prazo.

Por vezes tomamos decisões ou deixamos de tomar decisões avaliando apenas as consequências de primeira ordem.

Exemplo 3 - A Escolha de Limpar sua Casa e Escritório

Muitas pessoas escolhem "poupar" e não contratam pessoas para limpar suas casas e escritórios, pensando que com isso estão economizando. Mas a realidade é que muitas vezes essas pessoas poderiam usar essas horas de faxina para tornarem-se mais habilidosas na sua atividade principal.

Muitas vezes as pessoas estão trabalhando em escritórios bagunçados e em casas desorganizadas por não fazerem esse investimento.

Fazer uma faxina pode ser algo que te dá prazer e ajuda a espairecer, tudo bem, mas eu vejo muitas pessoas que odeiam fazer faxina, e no outro dia se sentem esgotadas fisicamente, mas que insistem em fazer a faxina para economizar algumas centenas de reais.

Claramente essas pessoas não tomaram essas decisões avaliando as consequências de segunda, terceira, quarta ordem e assim por diante.

Pessoas compram carros e roupas acima do seu padrão de vida, que não apenas são um desperdício de dinheiro, mas também acabam treinando suas mentes para exigir esse nível de luxo.

Com drogas e álcool a mesma coisa acontece, a pessoa toma a decisão pensando no prazer imediato e não avalia as consequências de perda de produtividade e clareza mental ao longo da semana.

Sem contar que pra conseguir o mesmo nível de prazer ela precisa aumentar cada vez mais a dose. Ao longo do tempo uma decisão simples tem consequências drásticas.

Exemplo 4 - A Fortuna de Warren Buffett

Para dar um exemplo de negócios, vamos olhar pra fortuna de um dos homens mais ricos do mundo, como ela cresceu ao longo do tempo.

Evolução da Fortuna de Warren Buffet de acordo com a Idade

Como você pode ver, o sucesso na vida e nos negócios segue uma distribuição exponencial ao longo do tempo, então decisões que você toma hoje têm impacto enorme com o passar dos anos.

Pense nas consequências de segunda, terceira, quarta ordem sempre que for tomar uma decisão e você terá mais sucesso em todas as áreas da vida.

Transformando "Coisas Difíceis" em Padrões Normais Instintivos

Reunião no Zoom

Uma coisa muito comum que observo no mercado de desenvolvimento pessoal são pessoas que desejam começar ou alavancar seus negócios e hesitam porque não têm certeza se são boas o bastante ou não têm certeza de que vão ter sucesso.

Por não se sentirem confiantes ou não se considerarem ainda mestres naquilo que fazem, não sabem se deveriam seguir em frente...

E essa é uma ilusão muito comum entre nós seres humanos, que é, basicamente, pensar que por não conhecermos algo, ou ainda não sermos bons o bastante numa determinada tarefa, que executá-la seria algo ruim...

Nos deparamos com algo novo que não sabemos muito bem como começar, ou então não temos muita certeza sobre o resultado e então muitas emoções tomam conta e automaticamente pensamos que não deveríamos fazer isso...

Então muitas vezes a pessoa pensa: bom isso é difícil, isso me assusta, eu não nasci pra isso, eu não deveria fazer isso...

Então elas simplesmente não executam as tarefas que consideram difíceis (por serem novidades) e é por isso que a maioria nunca consegue alcançar grandeza, nunca começa um negócio bem sucedido e nunca alcança seus sonhos.

1. Porque as Pessoas Ficam Felizes em Escolher o Fracasso ao Invés da Incerteza

Elas começam algo, enfrentam essa resistência interna, as emoções ficam à flor da pele e então elas reagem voltando pra zona de conforto.

E voltar pra zona de conforto é o que impede a maioria de crescer. Elas desejam algo, elas criam um plano, começam a executar, enfrentam a dor da incerteza e da inadequação, não resistem, e voltam pro casulo.

O casulo é o pior e mais torturante lugar para se estar no mundo

Porque sonhar e saber que você poderia alcançar o sucesso, e não chegar, ou nem tentar, é a pior sensação do mundo.

Sempre que enfrentamos circunstâncias ou situações desconhecidas para nós, e não somos capazes de prever o que vai acontecer, tendemos a sentir muitas emoções desconfortáveis e não queremos nem tentar.

Você verá isso acontecer em todos os lugares! Sempre que você tentar mudar a maneira como alguém faz alguma coisa vai ouvir reclamações, até coisas simples como a interface do Facebook, ou a aparência do Instagram, quando elas mudam todo mundo reclama.

Coisas simples como essas fazem as pessoas ficarem de mal humor pois forçou elas a mudarem de comportamento e o ser humano resiste muito a essas mudanças.

Mas depois que eles se acostumam, parece que ninguém nem se lembra mais sobre como era a aparência antiga.

A chave para romper esse padrão e conseguir o que você quer na vida é transformar as coisas difíceis em (não apenas hábitos, mas) instintos básicos.

Então, o que são instintos básicos? Os instintos básicos são coisas codificadas em nosso DNA por milhões de anos que nos dizem o que fazer e como agir.

Instintos de sobrevivência

Em uma situação de perigo ao volante, agimos sem pensar

Se você entrar em uma situação em que a sua vida está ameaçada você para de pensar, sua mente cognitiva consciente não faz nada, você começa a agir por puro instinto.

Seu subconsciente assume total controle e você tem a opção de fuga ou luta, e aí você reage em frações de segundo. Depois você pensa:

Nossa, eu nem estava raciocinando!

Se você está dirigindo e um carro cruza na sua frente você tem os reflexos de desviar e nem pensa sobre a ação que tomou. Esse movimento que você fez não passou pela sua mente consciente, você não pensou pra agir.

Esse é o instinto básico. Isso é algo que tem sido praticado, repetido e está arraigado em nós que não precisamos mais pensar sobre, e o segredo de ser bom em qualquer coisa é operar com instintos, em vez de pensar. Isso vai contra o que muitas pessoas acreditam, mas pensar em fazer algo, geralmente não é o melhor caminho para fazê-lo.

Pessoas de alta performance, atletas, CEO´s de grandes empresas, têm isso em comum: eles fogem da média porque executam acima da média.

Se você está parando para pensar em algo, é tarde demais, certo? Você tem que reagir muito mais rápido que isso. O momento de pensar acontece sempre antes na fase de planejamento, mas no dia a dia quem trabalha em alta performance apenas executa e reage rápido. Do piloto de fórmula 1 aos grandes empreendedores e líderes.

Tendemos a acreditar que controlamos tudo com nossa mente consciente, e que tudo que fazemos foi conscientemente pensado e planejado.

Mas, na realidade, seu pensamento consciente controla não mais do que 10% do que você realmente faz no dia a dia.

A maior parte do que você faz não é o que você controla

Isso vem da sua mente subconsciente e, se você não acredita em mim, por que não alcançou seus objetivos ainda?

Você sabe o que deseja alcançar. Você sabe o que precisa fazer para conseguir, mas, de alguma forma, quando você começa a executar surge alguma emoção, você se distrai e você meio que apaga. Depois você reflete sobre o que aconteceu e fica se questionando:

Por que eu não fiz o que tinha que fazer?

E então este modo se torna o normal. Evitar a dor e evitar as coisas difíceis se torna um padrão, e isso acontece com todo mundo.

Temos instintos de sobrevivência, de procriação, competição, altruísmo e vários outros e isso faz parte da nossa natureza.

Se você quiser alcançar grande sucesso na vida ou nos negócios, precisará transformar as coisas difíceis em instintos básicos, porque se você precisar fazer algo para ter sucesso e isso for sempre muito difícil, não vai funcionar!

Fazer algo difícil que não gostamos e que temos que pensar muito consome muita energia! Vai contra nosso instinto de sobrevivência!

É muito desgastante, e não vamos fazer com consistência.

Podemos ser capazes de fazer por um dia, mas não seremos capazes de fazer de forma consistente, sem nem precisar pensar.

2. Os 3 Estágios para Transformar Coisas Difíceis em Instintos Básicos

Existem 3 estágios que você passa até transformar coisas difíceis em instintos básicos:

  1. O Estágio de Força Bruta;
  2. O Estágio de Formação do Hábito, e
  3. O Estágio de Instinto básico

Portanto, precisamos transformar essas coisas difíceis, necessárias para alcançarmos nossos objetivos, em instintos básicos que acontecem automaticamente.

Como Fazer Isso? Em Teoria Faz Total Sentido...

Se eu transformar coisas difíceis em algo tão arraigado em mim como lutar pela sobrevivência eu não teria dificuldades de alcançar tudo que quero na vida e nos negócios, certo?

Bom você pode fazer isso, mas precisa passar por alguns estágios diferentes para chegar lá.

Portanto, a primeira coisa que você precisa fazer é ter clareza sobre os passos necessários para alcançar uma meta maior.

Você Tem Que Olhar para o Resultado que Deseja Alcançar

Onde você quer estar daqui a um ano? Onde você quer estar daqui a dois, três, quatro, cinco, 10 anos?

Você tem que olhar de forma panorâmica e identificar aonde quer chegar.

E então você pode fazer a engenharia reversa até os dias de hoje identificando os passos que precisa dar ao longo da jornada. Os estágios.

Esse é um exercício muito fácil e consciente. Você usa sua mente lógica e racional, mas a parte mais difícil é cumprir as tarefas, e executá-las todos os dias.

E É Aqui que a Maioria das Pessoas Falha

Praticamente todo mundo faz promessas de Ano Novo e traça objetivos, sonhos, tudo isso, mas quase ninguém os alcança, então podemos dizer que a parte mais difícil é a execução, não o planejamento.

Então, assim que concluir o planejamento, eu posso te garantir que você vai ficar bem feliz com o plano que foi traçado.

Muita dopamina vai ser liberada ao fazer esse exercício de planejamento, porque você está pensando em si mesmo e no futuro, sendo rico, bem-sucedido, feliz, tudo isso, certo?

Exercício Divertido

Olha só, você vai precisar fazer o trabalho e, quando se sentar à frente do computador e começar a executar, vai pensar:

Caramba, como isso é difícil! Eu não sei como fazer! Eu não estou tão confiante em fazer isso e eu nunca fiz isso antes! Isso é mais difícil do que eu pensava!

Todos esses pensamentos vão correr pela sua mente, e então as emoções surgirão. Haverá esse medo. Vai ser como um buraco no estômago ou um aperto no peito, ansiedade, e essas emoções vão surgir sobre você, e elas vão começar a causar estragos em você, porque você está ansioso e assustado, e muitas pessoas não têm autocontrole ou consciência para lidar com isso.

E então o que a maioria das pessoas faz quando enfrenta esse tipo de situação é parar e voltar pra vida normal, pra zona de conforto.

A primeira coisa que você precisa fazer é estar ciente de que tudo isso vai acontecer e é normal. Quando você planejar vai ser fácil e prazeroso, mas quando você for executar saiba o que vai acontecer. Não há ninguém que não passe por isso no início quando vai fazer algo novo e que foge ao seu controle.

Então agora que você tem essa consciência, quando acontecer você vai poder sentar por um minuto e pensar:

Certo isso é normal, o Thiago me avisou que isso iria acontecer, então está tudo certo e eu preciso atravessar isso tudo e passar por um pouco de dor e resistência.

Não há como fugir disso e sofrer um pouco de dor. Absolutamente, não há maneira de contornar isso, pois nós seres humanos inovamos em muitas coisas, já fomos até a Lua e fizemos todo tipo de coisas, mas não há maneira de conseguir algo sem esforço e suor no início. Depois isso passa e você fica mais forte.

Ninguém descobriu uma maneira de ficar em forma e saudável sem ir à academia e suar muito.

Então não há, como muitas pessoas pensam que deve haver, uma maneira de contornar a dor.

No começo, você precisa passar por isso. Você precisa apenas encarar o monstro de frente, sentir a dor e seguir em frente. Não há outra maneira. Confie em mim.

Você pode ir a todos os eventos de inteligência emocional do mundo, pode se tornar doutor PHD em desenvolvimento pessoal e controle das emoções, pode ler todos os livros de autoajuda do mundo, e ainda assim, quando tentar fazer algo que nunca fez antes vai sentir dor.

Pensar positivo sempre vai ser melhor que pensar negativo, mas ainda assim você precisa fazer o trabalho para que as coisas de fato aconteçam.

Agora as boas notícias: não vai ser doloroso pra sempre!

A primeira vez é a pior, e eu me lembro da primeira vez que fiz uma apresentação online para oferecer meu produto, o quanto minhas emoções estavam descontroladas e o quanto eu suava.

Eu me lembro das primeiras ligações de vendas que fiz e o quanto eu me sentia cansado e parecia que estava fazendo algo errado. Era como se aquele não fosse eu e logo que acabava eu ficava com pensamentos ruins sobre como eu tinha me saído.

Mas a segunda vez é um pouco mais fácil, a terceira mais fácil, a quarta vez mais fácil ainda e até que um dia passou a ser até divertido. E quando eu vou fazer hoje eu nem preciso pensar muito sobre, parece natural pra mim. Se tornou um hábito.

É aí que realmente fazer uma coisa difícil se transforma em um hábito!

Leva cerca de 30 dias para realmente formar um bom hábito, então o que eu recomendo que as pessoas façam é encontrar as ações que precisam ser executadas todos os dias para chegar aonde desejam e fazer todos os dias, porque o que fazemos todos os dias se torna quem somos.

Torna-se tão arraigado em nós que logo pensamos que nascemos dessa forma e é aí que os resultados extraordinários começam a aparecer.

Livro "O Poder do Hábito", de Charles Duhigg

No livro "O Poder do Hábito" Charles Duhigg explica que a maneira que nosso cérebro forma hábitos é basicamente através de 3 coisas:

  • um gatilho;
  • uma ação e
  • uma recompensa.

O gatilho é algo que nos dá o sinal de que uma ação precisa ser realizada, pode ser um alarme, um momento do dia, algo do tipo. A ação é a coisa que precisa ser executada em si, e a recompensa é algo que você recebe após executar a ação. E não precisa ser nada extravagante.

Então é assim que hábitos se formam, tanto os bons quanto os ruins.

Por exemplo a pessoa começa a fumar porque vê que após o almoço alguns colegas de trabalho fumam e conversam em uma roda (gatilho), ela começa a fazer isso junto com eles (ação) e a nicotina associada ao evento social de se reunir pra conversar libera hormônios do prazer (recompensa).

Faça isso por 20 a 30 dias e nós teremos um novo fumante.

Você pode fazer isso para hábitos bons, coloque o despertador para tocar pela manhã (gatilho) e vá até a academia e faça exercícios por 45 minutos (ação) e depois se dê de recompensa um café da manhã saboroso (recompensa). Faça por 30 dias e isso se torna um hábito saudável.

Quando você constrói um hábito você vai se tornar mais inclinado a não querer quebrá-lo, mas você ainda vai precisar algo a mais pra ter sucesso.

Os grandes nomes do esporte, dos negócios e de qualquer área vão um nível a mais além do hábito. Eles tornam os hábitos em instintos.

É como tentar fazer seu coração parar de bater, por mais que tente não irá conseguir, pois sua mente subconsciente luta pela sobrevivência e faz seu coração bater mesmo que conscientemente você tente fazer parar.

Você precisa fazer a mesma coisa com aquilo que deseja alcançar na vida. Tornar hábitos em instintos de sobrevivência. Porque hábitos você ainda precisa pensar um pouco pra executar.

Para fazer isso você vai precisar de duas coisas:

  1. Praticar muito e
  2. Se tornar apaixonado por fazer o que faz.

As pessoas tentam justificar muitas vezes o sucesso como sendo algo que depende de talento ou genética, mas a realidade é que os grandes nomes sempre praticam mais que seus concorrentes. São horas a mais de treino e prática que dão uma vantagem competitiva.

As pessoas que chegam no topo e ficam entre os melhores da história não só praticaram como tornaram a prática em uma obsessão.

  • Michael Jordan era obcecado pelo jogo;
  • Steve Jobs era obcecado por inovação;
  • Jeff Bezos se tornou um obcecado por fazer a experiência dos usuários serem fantásticas.

Essa é a realidade. Você precisa saber aonde quer chegar, entender as ações que precisam ser executadas para levar até o resultado, tornar essas ações em hábitos diários e esses hábitos em instintos.

Se quiser fazer história ainda precisará tornar esses hábitos em uma obsessão.

Simples. Mas difícil.

A realidade é que quem chega por primeiro numa maratona tornou a corrida em um instinto de sobrevivência.

  • Descubra qual é a sua maratona e a torne um instinto;
  • Você vai chegar aonde muitas pessoas duvidaram que você pudesse chegar;
  • Você por consequência ganhará muito dinheiro sem fazer esforço!

Espero que este artigo tenha te ajudado, mas nada acontece se você não entrar em ação!

Então agora é contigo, me conta nos comentários o que você achou deste conteúdo.

Forte abraço

Thiago