Um dos fatores que mais têm impacto negativo na nossa vida é, com certeza, a situação financeira. E quando a pergunta “por que não consigo ganhar dinheiro?” vem à mente, a sensação de frustração chega na hora.

Muitos profissionais carregam o sonho de abrir sua própria empresa, porém, mesmo tendo toda a qualificação necessária para desenvolver sua atividade, acabam não conseguindo ganhar dinheiro com ela.

Aí, vem a seguinte pergunta: é possível viver fazendo o que se gosta?

O objetivo deste artigo é demonstrar a você que sim, é possível! Mas, primeiro, você precisa saber:

O que significa ganhar dinheiro fazendo o que gosta?

O fato de você não conseguir ganhar dinheiro pode te levar a um dilema antigo: afinal, é melhor ganhar dinheiro ou fazer o que se gosta?

Pensando rápido, podemos dizer que é a segunda opção, mas, sendo mais racionais, a maioria das pessoas tende a optar pelo que oferece maior segurança financeira, independentemente de gostar ou não da sua atividade.

O resultado disso é passar a vida inteira frustrado.

Fazer o que gosta é encontrar a sua verdadeira paixão, aquilo que te move e te inspira todos os dias a ser uma pessoa melhor. Alguns chamam vocação, outros propósito, não importa.

O importante é descobrir o que te faz feliz. E é melhor ainda quando se pode transformar isso numa fonte de renda, não é?

Se você já sabe qual a sua vocação, mas não consegue ganhar dinheiro com ela, talvez seja o momento de reorganizar sua vida em busca desse objetivo, mesmo que isso custe a sua estabilidade financeira por algum tempo.

Existem milhares de profissionais insatisfeitos com a sua posição atual, mas que não fazem nada a respeito, porque acham arriscado demais. Por outro lado, há aqueles que tentam sair da zona de conforto e não conseguem.

Se você faz parte de qualquer um dos grupos acima, o conteúdo seguinte será muito útil para você.

Listamos aqui 7 atitudes e crenças que podem estar levando você a se perguntar “por que não consigo ganhar dinheiro?”.

Continue a leitura e descubra se você tem alguma delas!

1. Não acreditar que seu serviço é bom o suficiente

Parece clichê, mas a verdade é que se você não acreditar no seu trabalho, ninguém vai. E isso vale tanto para quem é funcionário de uma empresa quanto para quem quer ser empreendedor. Portanto, se você acha que seu serviço não é bom o suficiente, o primeiro passo é investir para aprimorá-lo.

Para isso, você deve fazer um bom estudo de mercado, a fim de  conhecer bem seu público-alvo e suas necessidades; saiba o que seus concorrentes fazem e o que você pode fazer para se diferenciar deles.

Outro ponto essencial para obter sucesso no empreendedorismo é desenvolver a autoconfiança, fazendo uma avaliação sincera dos seus pontos fortes e as características que precisa melhorar.

A timidez, por exemplo, é um problema recorrente que impede o desenvolvimento pessoal e profissional. Então, se esse for o seu caso, vale procurar a ajuda de um psicólogo.

2. Achar que não tem todo o conhecimento necessário

Por mais que você estude a teoria e conheça a prática, é impossível iniciar num novo negócio sabendo tudo o que precisa saber.

Se você se sente inseguro em relação ao seu conhecimento, procure fontes confiáveis — afinal, hoje em dia, o que não falta é informação. Leia materiais na internet, converse com outros profissionais da área, leia livros de empreendedorismo e sobre o segmento que você deseja trabalhar.

Porém, tente não se cobrar tanto, pois o conhecimento virá com as experiências do dia a dia, — as vitórias e os fracassos — à medida que você for evoluindo e vencendo os obstáculos.

3. Não saber se vender corretamente no mercado

Isso é o que faz muitos profissionais autônomos fracassarem, pois, para acabar de vez com o questionamento “por que não consigo ganhar dinheiro?”, você deve saber como divulgar seus serviços ou fazer uma abordagem corretamente. Afinal, as pessoas precisam saber como você pode ajudá-los.

Porém, não é tão difícil quanto parece. Veja a seguir algumas ferramentas que você pode utilizar para vender seus serviços:

Saiba “se vender”

É imprescindível que você eleja um nicho de mercado para desenvolver a sua estratégia de vendas, pois boa parte dos profissionais não conseguem ganhar dinheiro porque não definiram bem o seu público-alvo.

Feito isso, é preciso criar seu posicionamento de mercado, que compreende o tipo de público que você vai trabalhar, a metodologia que será aplicada e como você vai se apresentar às pessoas.

Eis aqui um pequeno roteiro para elaborar a sua apresentação:

  1. Quem é você?
  2. O que você faz?
  3. Qual o seu segmento de atuação?
  4. Como você ajuda os seus clientes?

É importante reforçar que essas informações devem estar disponíveis em todos os seus canais de comunicação (site, blog, redes sociais, apresentações etc).

Pratique o networking

Nada é mais importante para alavancar a carreira profissional do que ampliar e fortalecer a sua rede de relacionamentos. Para isso, você também pode fazer uso das redes sociais, mas sem abrir mão do relacionamento pessoal.

Nesse sentido, seja assíduo em eventos de mercado e convide contatos permanentes da sua rede para um café ou almoço. Um encontro informal desse tipo também pode gerar uma oportunidade de negócio.

4. Procrastinar por falta de disposição

Este é um mal que atinge a maioria dos trabalhadores, mas, como todo mundo sabe, tempo é dinheiro! Por isso, só há um remédio para acabar com a procrastinação: a determinação.

Conheça abaixo algumas estratégias para lidar com este problema:

Faça um planejamento

Lembre-se que é preciso ter objetivos bem definidos e traçar metas — mensuráveis e com prazo determinado — para obter resultados concretos. Sem isso, as chances de você conseguir ganhar dinheiro em qualquer atividade são muito poucas.

Cuide bem do corpo e da mente

Para executar bem o seu trabalho, você precisa estar bem disposto. Um bom caminho para isso é cuidar da sua saúde e fazer atividades físicas regularmente.

Não exija muito de si mesmo

Comece devagar e tenha paciência. É a partir das pequenas realizações que conseguimos alcançar as maiores.

Use a tecnologia a seu favor

A tecnologia também pode ser uma boa aliada contra a procrastinação. Use calendários e aplicativos online, como Trello, Pipefy, Airtable e Clockify, para gerenciar sua lista de tarefas e otimizar o tempo.

5. Cobrar muito barato pelos seus serviços

Quanto vale o seu serviço? A resposta a essa pergunta pode evitar um problema sério, especialmente para os que trabalham sozinhos: a falta de capital ou fluxo de caixa.

Qualquer empresa, por menor que seja, deve gerar lucro, caso contrário, é sinal de que você precisa rever seus custos internos e o valor final dos seus serviços.

Estabelecer um valor muito abaixo do que é praticado pode atrair mais clientes no início, no entanto, a longo prazo, pode até prejudicar a sua imagem no mercado — você será visto como um profissional ruim.

6. Pior do que cobrar barato, fazer Pro bono

Muitos profissionais em início de carreira imaginam que, prestando serviços gratuitos, podem conseguir clientes pagantes mais à frente.

Assim como dissemos no item anterior, essa estratégia pode funcionar a curto prazo, mas não se sustenta por muito tempo.

O trabalho Pro bono (sem custos) geralmente é feito pelos profissionais que desejam adquirir experiência na área. Mas, embora possa beneficiar muitas pessoas, ele oferece riscos para ambos os lados.

Veja o caso do coaching, por exemplo. Sabemos que, em um processo desse tipo, o comprometimento é fundamental. Sendo assim, a existência de um acordo financeiro traria maior motivação para que ambos os profissionais fizessem sua parte.

É esperado que o Coach se empenhe mais em ajudar seu cliente, uma vez que ele está sendo recompensado por isso. E que o outro se comprometa a cumprir suas metas, caso contrário, ele perde o investimento feito.

Então, quando não há dinheiro envolvido, o compromisso pesa menos, já que o prejuízo também é menor. Pense nisso: se você não valorizar o seu trabalho, nunca vai conseguir ganhar dinheiro.

7. Não jogar o chapéu do outro lado

Você já ouviu falar em autossabotagem? É o hábito que temos — muitas vezes, inconsciente —, de colocar empecilhos para não encarar novas situações.

O medo de falhar faz muita gente desistir dos seus sonhos. Porém, é preciso ter consciência de que ele faz parte de qualquer processo de mudança.

Para alcançar objetivos, é inevitável correr riscos, ou seja, é preciso jogar o chapéu do outro lado do muro e pular para apanhá-lo.

Não vou conseguir, não sei fazer, não levo jeito para isso, são expressões comuns de quem vive se questionando “por que não consigo ganhar dinheiro?” e devem ser abolidas do seu vocabulário se você quiser virar o jogo. Porque, se você nunca enxergar o que está do outro lado, terá sempre a mesma visão (e os mesmos resultados).

Conclusão

Neste artigo, mostramos que o sucesso profissional depende de uma mudança de mindset e de algumas iniciativas simples, que com certeza vão contribuir para o seu desenvolvimento profissional e farão com que você consiga ser melhor remunerado pelos seus serviços.

Se você acha que já tentou de tudo e mesmo assim não consegue ganhar dinheiro, experimente fazer uma autoavaliação e perceber quais desses erros você está cometendo. E, também, tente colocar em prática algumas das ações sugeridas acima.

Nosso conteúdo te ajudou de alguma forma? Então, não perca a oportunidade de assinar nossa newsletter e tenha acesso imediato às novidades para você alavancar sua carreira e deixar de se preocupar com “por que não consigo ganhar dinheiro”!